Commodities voltam a impulsionar exportações no Espírito Santo - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Economia
Commodities voltam a impulsionar exportações no Espírito Santo
Publicado por Redação VitóriaNews

As exportações capixabas cresceram 23% no ano passado, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), acima da média nacional (17,5%). Análise do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Findes mostra que as commodities registraram alta de 48% no Estado, puxando o crescimento na comparação com 2016.

O desempenho recupera parte da queda ocorrida em 2015 e 2016, quando houve redução acumulada de 56% nas exportações do Estado – contra retração de 18,1% no país no mesmo período. Em valores absolutos, o Espírito Santo exportou US$ 8 bilhões em 2017; deste valor, US$ 3,5 bilhões vieram das commodities, em especial as minerais.

O minério de ferro segue sendo o principal produto da pauta do Estado, representando 26% do total de exportações. Completam a lista: petróleo (11%); semimanufaturados de ferro ou aço (15%); celulose (13%); laminados de ferro ou aço (8,6%); e mármore e granito (8,2%). Os seis produtos representaram, juntos, 81,8% do valor exportado pelo Espírito Santo em 2017.

Entre os bens manufaturados, as maiores variações foram notadas nos laminas de ferro ou aço, com acréscimo de 38,5% em relação a 2016, e nos tubos flexíveis de ferro ou aço, que sofreram redução de 45,6% no valor exportado. O gerente do Centro Internacional de Negócios, Frederico Miranda Silva, destacou a solidez dos bens manufaturados diante da oscilação das commodities.

“Os produtos básicos foram os grandes responsáveis pela oscilação, enquanto as exportações de bens manufaturados variaram muito pouco desde 2015.Na análise do valor exportado, os produtos de maior valor agregado não perderam espaço nos últimos dois anos, período em que as commodities chegaram a cair 56% no Espírito Santo”, pontuou o gerente.

Fonte: Findes

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.