Rival é punido e Di Grassi vence corrida 1 da etapa mexicana da Fórmula E - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Esportes
Rival é punido e Di Grassi vence corrida 1 da etapa mexicana da Fórmula E
Publicado por Estadão Conteúdo

O piloto Lucas Di Grassi fez grande apresentação neste sábado e contou com a sorte para vencer a corrida 1 da etapa do México da Fórmula E. O brasileiro cruzou a linha de chegada em segundo, mas quando estava prestes a receber a bandeira quadriculada a organização anunciou punição ao alemão Pascal Wehrlein, que vinha dominando a prova disputada na cidade de Puebla.

Di Grassi herdou a vitória, a sua primeira na temporada, encerrando a fase ruim em 2021 na categoria de carros elétricos chancelada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). O alemão René Rast, companheiro do brasileiro na equipe Audi, e o suíço Edoardo Mortara, da Venturi, completaram o pódio.

Largando em oitavo, Di Grassi imprimiu um ritmo intenso, foi muito bem nas ultrapassagens e, para decretar a vitória, contou com a desclassificação de Wehrlein, que chegou a terminar em primeiro, mas sua posição foi revogada após punição por uma infração técnica.

Como Di Grassi vinha logo atrás, no segundo lugar, ele pôde comemorar a conquista da etapa assim que a organização anunciou a infração da equipe de Wherlein, a Porsche, que não teria informado os pneus que seriam usados na corrida, algo que fere o regulamento da Fórmula E.

Outro brasileiro na competição, Sérgio Sette Câmara largou da última colocação, em razão de uma punição, mas se recuperou e terminou no 15º posto. Assim, não pontuou neste sábado.

Com o resultado deste sábado, Di Grassi encerrou um jejum de dois anos sem vitória. A última havia sido conquistada em 25 de maio de 2019. Agora soma 11 triunfos na categoria. O grande resultado fez o brasileiro subir para o 11º posto da classificação geral, agora com 39 pontos. A liderança do campeonato segue com o holandês Robin Frijns, com 62. O português António Félix da Costa ocupa a vice-liderança, com 60.

A corrida 2 da etapa mexicana tem largada marcada para as 18 horas (horário de Brasília).
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.