Bahia e Ceará empatam em jogo atrasado e seguem ameaçados pelo rebaixamento - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Esportes
Bahia e Ceará empatam em jogo atrasado e seguem ameaçados pelo rebaixamento
Reportagem produzida por Estadão Conteúdo

Bahia e Ceará esperavam se distanciar da zona de rebaixamento nesta quarta-feira à noite. Fizeram um bom jogo, mas o empate por 1 a 1 não agradou ninguém e a ameaça da queda para a segunda divisão continua. O confronto direto aconteceu na Arena Fonte Nova, em jogo atrasado da 23.ª rodada do Brasileirão. Os gols saíram no início do primeiro tempo. Mendoza abriu o marcador para o ceará e Gilberto empatou com um golaço.

Apesar de estar invicto desde a chegada do técnico Guto Ferreira (duas vitórias e três empates), o Bahia fica na 15ª colocação, com 32 pontos, apenas três pontos longe da zona de rebaixamento. O Ceará está na 14.ª posição, com 33 e completou sete jogos sem vencer. O time cearense é o time que mais empatou na competição: o resultado desta quarta foi o 15.º empate.

A partida marcou o reencontro do Ceará com Guto Ferreira, que dirigiu o time até a 23.ª rodada do Brasileirão. Demitido em agosto após derrota para América-MG por 2 a 0, Guto ficou um ano e oito meses no comando do Vovô.

O Bahia volta a campo no sábado (30) diante do Juventude, em Caxias do Sul (RS). O Ceará joga no domingo contra o Fluminense na Arena Castelão. Os dois jogos são válidos pela 29.ª rodada.

O jogo começou movimentado. Logo no início o Ceará, antes do primeiro minuto, chegou ao ataque com Mendoza, que bateu para a defesa de Danilo Fernandes. Depois deste lance, só deu Bahia. O time baiano pressionava o adversário com jogadas pelas laterais e usando a velocidade.

Com mais posse de bola, o Bahia criou as principais chances de gol na primeira etapa com Nino Paraíba e Juninho Capixaba. Aos 24 minutos, Nino Paraíba arriscou de fora da área e mandou a bola na trave. Quatro minutos depois, foi a vez de Juninho Capixaba chegar com perigo. O mesmo Juninho, de falta, quase abriu o marcador aos 32. No segundo tempo, o Ceará não voltou tão retraído e ao sair para jogar abriu o marcador aos oito minutos. Mendoza tabelou com Vina e bateu forte na saída de Danilo Fernandes.

A resposta do Bahia foi rápida. Aos 11 minutos, Gilberto recebeu do lado esquerdo, caminhou e bateu de fora da área, marcando um golaço. Ele se isolou na artilharia do campeonato com 12 gols.

O gol acendeu o Bahia que se lançou ao ataque, porém, parava no goleiro João Ricardo. O Ceará respondia em bolas alçadas na área e chutes de fora da área.

No final, Cléber foi expulso após entrada dura em Edson. Com um jogador a mais, o Bahia se lançou o ataque em busca da vitória. O time baiano, porém, não conseguiu furar a retranca cearense no final, com destaque para João Ricardo que salvou o Ceará da derrota.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 1 x 1 CEARÁ

BAHIA - Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Jonas (Lucas Araújo) (Edson), Daniel (Juan Ramírez), Rai Nascimento e Juninho Capixaba (Ronaldo); Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

CEARÁ - João Ricardo; Gabriel Dias, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fernando Sobral, Fabinho e Vina (Kelvin); Mendoza (Willian liveira), Jael (Cléber) e Erick (Rick). Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Mendoza, aos 8, e Gilberto, aos 11 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Antônio Dib Moraes de Sousa (PI).

CARTÕES AMARELOS - Daniel, Lucas Araújo, Nino Paraíba e Matheus Bahia (Bahia); Bruno Pacheco (Ceará).

CARTÃO VERMELHO - Cléber (Ceará).

RENDA - R$ 190.150,00.

PÚBLICO - 11.446 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.